Tá na Net!

Tudo que tá rolando!

Prepare o bolso: reajuste do diesel deve provocar nova alta de preços ao consumidor em MS

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
WhatsApp

Reajuste de 8,87%, que significa R$ 0,40 no preço do litro do combustível, gera muitos impactos e todos serão sentidos pelo consumidor final.

O reajuste de 8,87% no óleo diesel — que em dinheiro implica R$ 0,40 a mais por cada litro — terá impactos significativos em todas as cadeias produtivas e vai desencadear uma série de aumento de custos nos mais variados tipos de produtos em Mato Grosso do Sul.

Isso porque, no Estado, o modal logístico mais utilizado é o rodoviário, assim como em todo o país. E como a economia já está sob pressão inflacionária acumulada em dois dígitos, ou seja, acima dos 10%, os repasses de preços deverão ser quase que instantâneos.

Se de um lado o governo federal, via Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central, anunciou o aumento da taxa para 12,75% na última semana — e pela 10ª vez consecutiva —, com o objetivo de desacelerar a economia, inibir o consumo e impedir a elevação da inflação, agora toda a estratégia vai por água abaixo, porque permitindo a escalada do preço do óleo diesel, a porteira fica escancarada para outros preços de produtos que são transportados — nas rodovias — por caminhões, cujos tanques são alimentados por um dos subprodutos mais importantes do ouro negro — petróleo — utilizados no mundo: o óleo diesel.

Vale lembrar que, a partir do aumento, o preço médio no atacado, ou nas refinarias, que era de R$ 4,51, passará para R$ 4,91.

Fonte: MIDIAMAX

Descubra nossos parceiros: