Tá na Net!

Tudo que tá rolando!

Prepare o bolso: reajuste do diesel deve provocar nova alta de preços ao consumidor em MS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Reajuste de 8,87%, que significa R$ 0,40 no preço do litro do combustível, gera muitos impactos e todos serão sentidos pelo consumidor final.

O reajuste de 8,87% no óleo diesel — que em dinheiro implica R$ 0,40 a mais por cada litro — terá impactos significativos em todas as cadeias produtivas e vai desencadear uma série de aumento de custos nos mais variados tipos de produtos em Mato Grosso do Sul.

Isso porque, no Estado, o modal logístico mais utilizado é o rodoviário, assim como em todo o país. E como a economia já está sob pressão inflacionária acumulada em dois dígitos, ou seja, acima dos 10%, os repasses de preços deverão ser quase que instantâneos.

Se de um lado o governo federal, via Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central, anunciou o aumento da taxa para 12,75% na última semana — e pela 10ª vez consecutiva —, com o objetivo de desacelerar a economia, inibir o consumo e impedir a elevação da inflação, agora toda a estratégia vai por água abaixo, porque permitindo a escalada do preço do óleo diesel, a porteira fica escancarada para outros preços de produtos que são transportados — nas rodovias — por caminhões, cujos tanques são alimentados por um dos subprodutos mais importantes do ouro negro — petróleo — utilizados no mundo: o óleo diesel.

Vale lembrar que, a partir do aumento, o preço médio no atacado, ou nas refinarias, que era de R$ 4,51, passará para R$ 4,91.

Fonte: MIDIAMAX

Descubra nossos parceiros: